Pedro Tolhido

Pedro não vive. Não porque não quer, mas porque não sabe.
Pedro é inconformado com o fato de ser personagem.
Pedro não escolhe suas atitudes; ou pelo menos foi isso que disseram. Que há um autor por trás de cada passo, e de cada escolha, e consequência. E embora tenha sido avisado, a sensação ainda é de se ter algum poder.
Pobre Pedro.
Pedro não escolheu nem o próprio nome! Que mundo maluco é esse, que te chamam e te julgam por algo que você nem escolheu ser!? Eu que não queria viver em um mundo assim. Nem Pedro.
Pedro, que era mais instável que a própria vida, e que o clima! Ora tempestuoso, ora tranquilo; mas hj quase nunca quente.
Pedro não tinha escolha. Nem a morte, afinal, pra quem não vive a morte não faz sentido.
Pedro, coitado, era só um personagem. De uma história que ele não conhece, não prevê, e é privado de viver. Foi criado pra acreditar, e nunca para questionar. Ao menos que questionar seja “tirar dúvida”.
Pedro está pensando. Inclusive ‘se’ pensa.

Pedro nunca sobreviveria no mundo real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s