Reciprocidade, uma coisa à se discutir.

trash-can

Dessa vez serei mais cartesiano.

Acho, aliás que é a primeira vez que o título tem ligação óbvia com o texto. Cansei um pouco de não ser direto, mas só um pouco, não se acostume.

É que realmente acho discutível essa história de recíproco. Acho bem complicada a lógica, afinal nada é 100% recíproco nem será. Sempre existe algum interesse, e isso sempre está em uma balança. Pode ficar equilibrada? Pode, claro. Mas isso é raridade.

Não é também só por pessimismo, nem por contar de sorte que voltei aqui. Aliás, muito pelo contrário.

Ás vezes você se dá tempo, e aprende várias coisas. Eu aprendi a lidar com pessoas, aprendi a ter paciência, aprendi o valor da honestidade, aprendi o valor das pessoas, o meu valor, aprendi que nem tudo vale a pena, mas que algumas coisas valem muito; e muito pelo contrário.  Não aprendi a lidar com ansiedade e expectativa. Aí todo o resto cai por terra.

Estou de certa forma tranquilo, porém a ansiedade me consome de forma visceral. Isso não é novo mas é cansativo.

A vida é um tiro na cara lento, e que você pode encarar como lindo. Mas isso nem importa, o que importa é que se você ficar preso no próprio ciclo de pensamento (expectativa de fim vs fim), você pode não sair do lugar, mas também não pode culpar ninguém; afinal até os culpados terão argumentos. (Eu disse que só seria um pouco cartesiano).

Mas muito pelo contrário.

Muito mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s